Windows 7 traz novos recursos para combater pirataria do software

O Windows 7 nem tinha sido lançado oficialmente e camelôs da cidade de São Paulo já vendiam o novo sistema operacional da Microsoft por R$ 10. Mas, segundo Osvaldo Barbosa, diretor do grupo de consumo e online da Microsoft Brasil, estes sistemas piratas terão vida curta.

“O Windows não genuíno vai parar de funcionar gradativamente”, explica. Ele conta que o Windows 7 possui mecanismos mais avançados para impedir a pirataria. Um dos recursos é varrer chaves de ativação clonadas e impedi-las de ativar e rodar o sistema.

Além disso, o novo Windows será capaz de realizar automaticamente verificação de autenticidade. Se for detectado que é uma cópia pirata, uma tela preta com o alerta de cópia não genuína é exibida no desktop.

“Ao comprar uma cópia pirata, você não sabe o que vem naquele DVD. Podem vir códigos para roubar dados”, tenta alertar Barbosa. A segurança é o ponto principal na luta da Microsoft contra cópias ilegais.

Segundo a empresa, as cópias ficam sem atualizações importantes que deixam o computador vulnerável e não disponibilizam suporte e serviços de segurança da Microsoft. Um dos extras mais divulgados, apenas para quem tem Windows original, é o Microsoft Security Essentials — um software antivírus gratuito.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: